Sentimentalismo, The Vampire Diaries e Crepúsculo.

Bom dia lindas flores.

Hoje eu queria declarar que haverá uma festa no castelo mais tarde por conta do nascimento de mais um membro da família real: Vitor. Bem vindo ao mundo, Vitor!

Queria dizer, também, que The Maine não vem mais ao Brasil com NeverShoutNever. Estão em dúvida entre Hey Monday e VersaEmerge, e se for Hey Monday, esta blogueira que vos fala, não viverá para contar o  show, principalmente se Hey Monday tocar “6 Months”.

Aliás, para quem nunca ouviu Hey Monday, vocês deviam fazê-lo:

E eu não consigo pensar em ninguém que odeie sentir falta, tanto quanto eu odeio sentir a sua…

É amiguinhos, estou meio sentimental hoje. E é disso que eu falarei: sentimentalismo.

Eu posso parecer o ser humano mais frio do mundo, mas infelizmente, eu não sou. Sou do tipo que chora até assistindo A Pequena Sereia. Semana passada, estava eu assistindo The Vampire Diaries (já falei dessa série pra vocês), quando me deparo com a cena em que o Damon se vê obrigado à matar a Rose, porque ela morreria de qualquer forma e a tortura seria maior, por conta da dor e tudo mais. Normal um vampiro matar outro vampiro que foi mordido por um lobisomem, né? É, de certa forma, sim. Estamos acostumados a ver filmes em que vampiros matam vampiros, mas não assim:

Infelizmente, não achei legendado, mas o Damon, antes de matá-la, faz com que ela adormeça, realiza o sonho dela de voltar onde nasceu, com os cavalos e as árvores, e ela propõe uma corrida com ele no sonho, e ele, na realidade, coloca uma estaca de madeira no peito dela, e quando ela conta “1, 2…”, ele a mata. E eu senti que doeu nele, então, minhas feições após assistir isso, era basicamente essa:

E então, percebi: sou um bebê chorão. Não havia masculinidade dentro de mim o suficiente para que eu parasse de chorar. Sim amigos, chorei o dia todo por causa dessa cena. Vocês não sentiram a dor nos olhos dele? Eu senti, ok? E foi por isso que eu chorei o dia todo.

Mas enfim, eu já choro mesmo por qualquer coisa, até mesmo se você gritar comigo. Então não gritem comigo, por favor. E esses foram os quatro minutos em que eu mais chorei durante essa semana.

Lembro-me de quando fui assistir a saga Crepúsculo no cinema. O primeiro filme, foi normal, todo mundo assistiu numa boa e tal, mas quando assisti o segundo (Lua Nova), não pude deixar de reparar na quantidade de pessoas que choravam assistindo aquele filme. Por quê? Só porque a Bella fala uma ou duas palavrinhas de quem está sofrendo por amor? Nem eu que estava no auge da minha bad chorei vendo Lua Nova!

Quer dizer, o livro é muito mais… triste. Eu chorei o livro inteiro. Ou melhor, da parte em que o Edward deixa ela até o fim do livro. Então isso significa:

VOCÊS NÃO TEM MOTIVO PARA CHORAR ASSISTINDO LUA NOVA!

Bate na minha cara, joga spray de pimenta nos meus olhos, mas não me conta que assistiu Lua Nova e chorou, senão eu te mato.

Nesse quesito, The Vampire Diaries é muito mais emocionante, vamos assim dizer. A história, não envolve, diretamente, sentimento. Não envolve aquele amor meloso e doentio que o Edward sente pela Bella. O Damon é mau e não se permite amar. Ele finge que não se importa, mas ele sente a dor. Tipo eu. Eu fico cheia de ódio quando vejo pessoas comparando o Edward ao Damon. Tudo bem, se quisessem comparar o Stefan ao Edward, eu ficaria quieta porque o Stefan é chato pra caralho e é babão, também, igual ao Edward, mas não comparem o Damon ao Edward.

Aliás, não comparem The Vampire Diaries à Crepúsculo, que fica tudo bem. Tirando o fato de que ambos falam sobre vampiros, não há coincidências. A série e o filme são diferentes. Completamente diferentes, e acho que se as pessoas procurassem saber o que acontece na série e no filme, calariam suas bocas sujas e cheias de bactérias e pensariam duas vezes antes de pensar em abrir a boca pra comparar The Vampire Diaries e Crepúsculo.

E, bem, eu já não estou raciocinando direito por causa da minha felicidade devido ao nascimento do meu primo, então eu vou tomar banho, me arrumar e ir ao hospital ver o futuro rei.

Até quarta!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s